Dicas Solução

Como melhorar o desempenho da câmera de monitoramento do CFTV?

como-melhorar-o-desempenho-da-camera-de-monitoramento-cftv-810x647
Escrito por Lazaro Vergani

Novos softwares, modelos de câmeras, sistemas de alarme, portões eletrônicos, entre tantas outras ferramentas surgem todos os anos com o intuito de otimizar o setor de segurança e monitoramento e, é claro, atender às necessidades dos consumidores modernos.

Entretanto, antes de pensar em tecnologias avançadas e conceitos de inovação, é muito importante dominar os aspectos mais básicos deste mercado pois, na maioria dos casos, o conhecimento técnico fica restrito apenas a um pequeno grupo de profissionais e empresas.

Para fazer com que esse conhecimento seja compartilhado, no artigo de hoje mostraremos tudo o que você precisa saber sobre a câmera de segurança CFTV e como melhorar o seu desempenho. Continue a leitura para conferir!

Como funciona uma câmera de monitoramento CFTV?

 

O CFTV é um sistema de segurança eletrônica. A sigla do termo é a abreviação para Circuito Fechado de Televisão e, como o próprio nome já diz, o sistema consiste em utilizar câmeras que transmitem as imagens em uma TV, por meio de equipamentos chamado Stand Alone, DVR, NVR ou HVR.

As imagens podem ser simplesmente exibidas em tempo real ou gravadas em servidores virtuais ou HDs físicos. Além disso, é possível configurar o sistema para que o recurso de gravação se inicie quando o alarme for disparado, possibilitando o acesso remoto pela internet (computadores e dispositivos móveis).

Em geral, a versão mais simplificada de um sistema de CFTV é composta por uma ou mais câmeras, recursos de transmissão e monitores. Por se tratar de um sistema que atende as tecnologias analógico, HDCVI, HDTVI, AHD e IP a câmera de monitoramento CFTV transmite as imagens por meio de cabos coaxiais ou cabos de rede para os monitores através do gravador (DVR).

Para garantir a segurança, a transmissão das imagens é destinada apenas às pessoas autorizadas, tratando-se de um sistema fechado.

Vale ressaltar, ainda, que o CFTV continua em desenvolvimento tecnológico, evoluindo para áreas mais avançadas como o reconhecimento facial, por exemplo.

Por isso, o CFTV tem o seu espaço garantido no mercado, mesmo em meio a tantas tecnologias de segurança digitais disponíveis atualmente. Lembrando que existem sistemas híbridos em que é possível integrar tecnologia digital e analógica em um mesmo equipamento.

Por que a câmera de monitoramento CFTV é útil para a segurança do ambiente?

Por se tratar de um recurso de gravação, a câmera de monitoramento CFTV se mostra como uma importante ferramenta na área de segurança. É claro que, para garantir essa autonomia, diversos fatores devem ser considerados, como:

  • número de câmeras instaladas;

  • taxa de frames por segundo;

  • resolução de imagem do equipamento;

  • área em que a instalação é realizada (longe de redes elétricas quando possível);

  • capacidade de armazenamento do HD em que as imagens serão gravadas.

Entre outros aspectos relevantes, como o algoritmo de compactação que os equipamentos utilizam para gravar as imagens.

Felizmente, hoje podemos encontrar diversos equipamentos capazes de realizar diferentes formatos de compactação no mercado, sendo os mais comuns H.264, MPEG4 e MPEG2.

Como melhorar o desempenho desse sistema de vídeo?

Quando uma câmera de monitoramento é instalada corretamente e com o auxílio de profissionais com anos de experiência no mercado, dificilmente o sistema apresentará falhas ou problemas no futuro.

Entretanto, existe a possibilidade de que a qualidade da imagem comece a decair após um certo período de uso, por conta dos efeitos do tempo. Afinal, por maior que seja a qualidade dos equipamentos adquiridos, um índice de manutenção deve ser considerado em seu orçamento de segurança, ainda que pequeno.

Por isso, separamos alguns procedimentos que podem ser realizados para melhorar o desempenho ou corrigir falhas em sua câmera de monitoramento CFTV.

Aterramento em CFTV

Existem alguns modelos de câmera que têm o seu próprio terminal para aterramento, enquanto outros não. Caso você esteja lidando com a ausência desse terminal, utilize a malha do cabo coaxial para fazer o aterramento.

Caso o cabo não seja coaxial, você pode utilizar o negativo da alimentação da câmera para realizar o aterramento.

Cabo de alimentação da câmera

O recomendado é que o cabo de alimentação não tenha emendas e que não fique muito distante da câmera de monitoramento, para evitar uma queda ou descarga de energia. Caso o cabo tenha emendas, procure soldar e isolar os fios corretamente para garantir o mínimo de perda. Você pode também utilizar as novas tecnologias de racks para CFTV que leva vídeo + alimentação em 01 único cabo de rede, fazendo que tenha mais proteção e facilite sua instalação. 

Cabo de vídeo

O primeiro passo é certificar-se de que o sistema seja instalado com cabos de qualidade, para evitar falhas de sinal e transtornos futuros.

Analise se há alguma emenda ao longo do cabo, se há uma parte torcida ou passando perto de uma rede elétrica. Caso existam emendas, tire-as (se for possível) e procure substituí-las por adaptadores ou terminais, de modo que não fiquem expostos à umidade.

Ajuste da lente varifocal automática

Outro fator muito comum que pode causar problemas em uma câmera de monitoramento CFTV, é a lente varifocal automática. Caso o seu equipamento tenha esse tipo de lente, é importante ter as suas especificações em mãos, ou conhecer os ângulos em que a câmera está direcionada, para realizar ajustes mais precisos da imagem.

É preciso ajustar o foco da lente para garantir a melhor qualidade de imagem na gravação DVR. Além disso, pode ser necessário realizar a limpeza da lente pelo menos uma vez por mês, para otimizar a sua funcionalidade e aumentar o tempo de vida útil do equipamento.

Loop de Terra

Caso o modelo de sua instalação necessite que o cabeamento passe por grandes distâncias, percorrendo áreas com riscos de descargas elétricas, é recomendado que você utilize um equipamento chamado Protetor Anti-curto e um Loop de Terra.

A instalação desses equipamentos evitará que a perda de sinal do vídeo seja grande, pois o Loop de Terra ajuda a corrigir possíveis falhas, garantindo a qualidade do sinal e uma ótima transmissão de imagens.

Para finalizarmos, vale lembrar que a instalação de uma câmera de monitoramento CFTV não oferece restrição quanto à tensão da rede elétrica, desde que ela permaneça estável e não sofra oscilações como quedas e picos de energia com frequência.

Agora que você já sabe como melhorar o desempenho da câmera de monitoramento CFTV, não deixe de assinar a nossa newsletter para acompanhar todas as postagens do blog!

 Faça parte da maior comunidade de segurança eletrônica do Brasil!

Assine nossa Newsletter e receba conteúdos com as melhores dicas e notícias sobre o Mercado de Segurança Eletrônica.

Sobre o autor

Lazaro Vergani

5 comentários

Deixar comentário.

/* ]]> */