Dicas Solução

5 dicas fundamentais para a segurança de condomínios

5-dicas-fundamentais-para-a-seguranca-de-condominios.jpeg
Escrito por Lazaro Vergani

A qualidade de nossas vidas está atrelada à segurança que temos em nosso dia a dia profissional e pessoal. Infelizmente, a violência cresce cada vez mais, atingindo patamares surpreendentes e colocando em risco o nosso bem-estar.

Em meio a esse cenário, a segurança de condomínios é um assunto muito importante e deve ser levado muito a sério. Quando ela não existe ou é insuficiente, seus moradores e seus bens estão em risco e isso deve ser evitado a todo custo.

No nosso post de hoje, mostramos 5 importantes dicas para a segurança de condomínios. Continue sua leitura e tire todas suas dúvidas.

1. Treine seus funcionários

Em um condomínio existem vários funcionários. Sejam eles porteiros, jardineiros ou síndicos, todos devem estar atualizados em relação às melhores práticas de segurança.

Como é impossível prever quando alguma situação de risco vai acontecer, você deve realizar treinamentos e palestras periodicamente para prepará-los da melhor maneira possível.

Além disso, lembre-se de utilizar uma linguagem facilmente entendida por todos e esteja pronto para tirar dúvidas. Não deixe nada para trás e veja os resultados positivos surgirem naturalmente.

2. Realize um controle de acesso

As tecnologias mudaram a maneira como interagimos com o mundo, e não poderia ser diferente para a segurança de condomínios.

Nessas horas, o controle de acesso é uma prática que permite apenas a entrada de pessoas autorizadas na propriedade . Esse controle pode ser:

  • físico: contando com a participação de um porteiro, segurança ou guarda;

  • mecânico: determinado pela utilização de chaves e fechaduras;

  • eletrônico: sistemas que usam a biometria ou cartões de acesso para liberar a passagem.

Para escolher a melhor opção, deve-se analisar as necessidades de seu condomínio, sempre levando em consideração seu orçamento financeiro.

3. Cadastre empresas terceirizadas

A entrada e saída de funcionários de empresas prestadoras de serviços também deve ser monitorada. Por isso, realize um cadastro com todos os dados necessários e saiba quem está circulando em suas dependências.

Entre em contato com seus parceiros, informe-os sobre essa nova política e elimine burocracias nesse processo.

4. Instale câmeras de segurança

O monitoramento do interior e das redondezas de um condomínio deve ser realizado por meio de câmeras de segurança. Ao utilizá-las, é possível acompanhar tudo o que ali acontece e, caso ocorra algum incidente, identificar possíveis suspeitos.

Dessa maneira, instale um circuito de CFTV de maneira correta, evitando pontos cegos e utilizando equipamentos modernos e de muita qualidade.

5. Incentive a participação dos moradores

Os moradores também são essenciais para garantir a segurança em condomínios. Em muitos casos, são eles que não fecham os portões corretamente ou não têm a devida atenção em alguma atividade que realizam.

Desse modo, faça palestras e deixe bem claro como cada um pode fazer a diferença com simples atitudes. A satisfação de seus clientes só pode ser alcançada quando a segurança de condomínios é um dos valores mais importantes em seu dia a dia de trabalho. Assim, opte pelas melhores técnicas e equipamentos para garanti-la.

Agora, compartilhe este texto em suas redes sociais para que todos possam aprender mais sobre esse assunto!

 Faça parte da maior comunidade de segurança eletrônica do Brasil!

Assine nossa Newsletter e receba conteúdos com as melhores dicas e notícias sobre o Mercado de Segurança Eletrônica.

Sobre o autor

Lazaro Vergani

Deixar comentário.

/* ]]> */