Problema

4 Dicas Para Não Ter o CFTV Hackeado

Segurança do CFTV
Escrito por Lazaro Vergani

Sistema de CFTV hackeado foi notícia que estremeceu uma das gigantes nacionais do segmento de segurança eletrônica. E o pior, essa não foi a primeira vez e provavelmente não será a última.

Com monitoramento a distância sendo quase que essencial em um projeto de CFTV, conectar o gerenciador de imagem a internet é obrigatório em sistemas analógicos ou IPs.

Mas calma, existem regras simples que podemos seguir para garantir que nosso sistema de CFTV fique o mais seguro possível. Vamos lá saber como não ter o sistema de CFTV Hackeado.

1º – Senha Padrão Nem Pensar

Parece óbvio sempre trocar senha e usuário padrão dos fabricantes, mas só isso não basta. A maioria de nós temos uma senha padrão para e-mail, cadastros em sites, contas em aplicativos e outros.

Quando é criado um cadastro em um site ou app com deficiências na segurança, a possibilidade que sua senha caia em mãos erradas é grande; Aliás existem grandes listas de usuários e senhas  que são compartilhadas entre hackers.

Listas estas que vem com seu IP de onde hackers conseguem muitas outras informações.  

Outra dica ainda falando de senhas é não usar dados pessoais como senha, como as senhas padrões os dados também podem ser roubados de algum site ou servidor não seguro.

Dados pessoais além de serem hackeados online também podem ser hackeados offline, nem todo hacker fica do outro lado do mundo na frente de um computador. Muitos hackers estão perto de você e podem conseguir seus dados pessoais simplesmente roubando seus documentos ou subornando alguém por estas informações

2º – Atualize sempre seus equipamentos para não ser hackeado

Hackers tem uma eficiência muito grande em descobrir vulnerabilidades em softwares. Mas as empresas que desenvolvem esses softwares são extremamente ágeis para fazer correções.

Tão logo é descoberta uma falha em um sistema já tem uma equipe de especialistas no árduo trabalho de corrigir o mais rápido possível. Porém nada adianta correções se você não atualizar sempre seu equipamento.

Se você não é um profissional de CFTV vale muito a pena consultar um especialista para fazer essa atualização periódica.

3º – Cuidado com acesso remoto

Como falamos no início a  popularidade de acesso remoto é muito grande e a segurança do seu CFTV está intimamente ligada a maneira que você faz este acesso.

Nunca faça um acesso remoto de um dispositivo de uso comum, não tem como garantir a segurança de um dispositivo usado por várias pessoas. Um software malicioso pode ser instalado facilmente em um dispositivo para te espionar e roubar suas senha.  

Sempre busque acessos remotos em seu computador, tablet ou celular de uso pessoal. Tenha um bom antivírus e mantenha-o atualizado  sempre.

4º – Escolha Marcas Confiáveis 

Sabe aquele DVR sem marca que custa a metade do preço de todos os outros, não informa fabricante e nem fornece contato para para suporte? Ele poder ser a porta de entrada dos hackers.

Muitos dos gerenciadores de imagem chamados importados sequer possibilita a atualização do firmware

Marcas conhecidas no mercado tem muito a perder com equipamentos hackeados ou qualquer outro tipo de problema. Contam sempre com um bom suporte, atualizações e procuram corrigir problemas de seus clientes rapidamente.

Claro que não podemos confiar 100% da segurança do nosso sistema de CFTV apenas em marcas de produtos, vimos que uma boa parte da segurança do CFTV se baseia em aplicação de bons hábitos de segurança.

E você como garante a segurança dos seus projetos de CFTV? tem alguma dica para evitar que hackers invadam nossas imagens?

Nossos conteúdos são para você do mercado de segurança eletrônica e sua opinião e conhecimento são valiosos, deixe seu comentário.

 

Onix Security, com a gente tudo é mais fácil!

 

Sobre o autor

Lazaro Vergani

Deixar comentário.

Share This
Navegação
/* ]]> */